07 Novembro, 2007

Síndrome de dor lombar crónica: um estudo piloto comparando acupunctura, anti-inflamatórios não esteróides e manipulação vertebral

Síndrome de dor lombar crónica: um estudo piloto comparando acupunctura, anti-inflamatórios não esteróides e manipulação vertebral


Giles, L. G. Muller, R., Chronic spinal pain syndromes: a clinical pilot trial comparing acupuncture, a nonsteroidal anti-inflammatory drug, and spinal manipulation. Journal Manipulative Physiol Ther 1999; 22(6): 376-81


Objectivo: Comparar a acupunctura (de agulhas), a medicação (tenoxicam com ranitidina) e a manipulação vertebral nas crónicas de coluna lombar (superior a 13 semanas de duração). 


Modelo: Estudo prospectivo, randomizado com avaliação pré-intervenção e pós-intervenção independente. 
Local: Clínica especializada em dores de coluna em Townsville General Hospital, Queensland, Austrália. 
Sujeitos: 77 pacientes (sem contra-indicação para a manipulação ou medicação).
Protocolos de intervenção: acupunctura por agulha, medicação anti-inflamatória não-esteróide ou manipulação vertebral. 
Medidas de resultado: medidas de resultado foram as mudanças (4 semanas vs. visita inicial) nas pontuações do: 1) Index de incapacidade de dor lombar de Oswestry, 2) Index de incapacidade cervical e 3) três escalas visuais de intensidade da dor local. 
Resultados:  Após um período de 30 dias após a intervenção, a manipulação vertebral foi a única intervenção que obteve resultados estatisticamente significantes (percentagem de mudança das pontuações iniciais) sendo (1) uma redução de 30,7% na escala Oswestry, uma melhora de 25% na escala de incapacidade cervical e (3) reduções na escala visual de dor de 50% para dor lombar, 46% para torácica e 33% na dor cervical. 
Nenhuma das outras intervenções mostrou uma melhora significante em qualquer das medidas. 


Conclusão: A consistência do estudo prova que em pacientes com síndrome de dor lombar crónica, a manipulação vertebral (se não for contra-indicada) tem resultados superiores à acupunctura e medicação, na melhoria dos sintomas do paciente.

Sem comentários:

Para pré-marcações ou ouras questões também pode usar este formulário

Nome

E-mail *

Mensagem *