17 outubro, 2011

Osteopatia: Mais do que Técnicas Manipulativas Osteopáticas.

Enquanto Osteopata, na minha prática clínica, faço uma anamnese cuidada, um exame Clínico e Osteopático rigoroso, diagnostico e decido se posso tratar ou melhorar os sintomas do paciente. A duração do tratamento dependende se se trata de uma lesão aguda ou crónica, sendo este, puramente manual (embora se o Osteopata tiver outras valências pode muito bem usá-las para benefício do paciente). Usam-se as ditas Técnicas Manipulativas Osteopáticas (que são muitas), que dependem do diagnóstico, do tipo de tecido afectado e da cronicidade da disfunção. O Osteopata não se foca apenas na região sintomática e trata o paciente como um todo, correlacionando as alterações biomecânicas e interpretando informação tendo em conta os seus conhecimentos dos vários sistemas do corpo humano. Mas o tratamento Osteopático ultrapassa e vai muito para além das técnicas e do plano de tratamento. Como Osteopata partilho com os meus pacientes dicas e informação que considero importantes, promovendo a prevenção (dando responsabilidade também ao paciente) e que melhoram a sua saúde no geral. Aqui vão algumas:

> Sabe-se hoje, que a dor crónica é provavelmente fruto de uma alteração da neuroplasticidade provocada por estímulos contínuos no sistema nervoso, mesmo depois da região onde inicialmente existia patologia, estar curada (http://osteopatia-aartedotoque.blogspot.com/2011/06/dor-cronica-elliot-krane-mystery-of.html). A consciência destes mecanismos com a ajuda de algumas técnicas pode minimizar ou resolver o problema da dor crónica. É inegável, hoje em dia, que o lado emocional, a vondade de melhorar e o simples acto clínico de receber algum tipo de tratamento, provoca reacções internas que contribuem para o alívio dos sintomas (http://osteopatia-aartedotoque.blogspot.com/2011/01/placebo-sem-engano.html). Existem várias terapias e práticas que abordam e aprofundam este temas. A Programação Neuro-Linguística- NLP (Neuro-Linguistic Programming), as EFT (Emotional Freedom Techniques, em Português Técnicas de Libertação Emocional)l e técnicas específicas de meditação (mindfulness) são apenas algumas.

> Dormir bem. No sono são produzidas importantes hormonas que fortalecem o sistema imunitário e que são essencias para a saúde. Dormir 7 a 8h diárias tranquila e profundamente é essencial para optimizar a saúde e evitar a doença (http://osteopatia-aartedotoque.blogspot.com/2011/01/dicas-para-uma-boa-noite-de-sono.html).

> Suplementação vitamínica e mineral. Se puder e não for contra- indicado tome um suplemento ou tenha uma dieta inteligente e equilibrada. A vitamina D, por exemplo, é essencial. É uma vitamina tipo hormona que regula o cálcio e fósforo no sangue e a sua acção está associada a mais de 3000 genes, como ao metabolismo ósseo, depósito de cálcio nos ossos, aumento de células anti-inflamatórias, prevenção do crescimento anormal de células, prevenção de calcificações vasculares, etc. Recentes estudos associam a insuficiência de exposição solar e consequente diminuição de produção de vitamina D, com a prevalência de Artrites Inflamatórias, Esclerose Múltipla, Diabetes tipo 1, entre outras. A exposição solar (responsável), o óleo de figado de bacalhau, o atum e cereais são alguns dos alimentos ricos nesta vitamina.

Se tem Osteoporose as vitaminas D,K1,K2, são muito importantes na fixação do cálcio.15 a 20 min de sol diários, a cebola e ómega 3 tb são importantes na manutenção da densidade óssea.

O óleo de Krill e o CoQ10 são de vital importância no combate aos radicais livres, regeneração celular, manutenção da saúde cardíaca, nervosa, endócrina, etc.*

Existe evidência científica que o sulfato de Glucosamina e a Condroitina estabilizam a degeneração osteo-articular. É um óptimo tratamento preventivo para a Osteoartrose (http://osteopatia-aartedotoque.blogspot.com/2008/01/sulfato-de-glucosamina-mais-eficaz-e.html).

> Os benefícios do exercício físico adequado são irrefutáveis e do conhecimento geral. Tenha essa rotina nem que seja 3 vezes por semana, 30 min. Costumo dar exercícios domésticos individualizados aos meus pacientes, para terem a responsabilidade da prevenção e poderem assim minimizar ou neutralizar futuros episódios. A consciência da postura adequada, a dormir, no trabalho ou no dia a dia, adequando caso a caso, é outra das ferramentas que previnem e contribuem para a educação do paciente (http://osteopatia-aartedotoque.blogspot.com/search/label/Postura%20e%20Ergonomia%20no%20Trabalho).

> Por fim, não espere até não aguentar de dores para consultar o seu Osteopata. Quanto mais crónico for o problema mais demora a ser tratado. Beba muita água nos dias seguintes ao tratamento, se possível o dia do tratamento e o que precede, não deve ser muito activo e lembre-se que nas primeiras 48h é perfeitamente possível ficar dorido, ou parecer que houve uma ligeira pioria dos sintomas. Não se preocupe e informe o seu Osteopata de tudo.

* Os conselhos que dou são baseados no meu conhecimento e pesquisa, não são de maneira nenhuma receitas médicas, nem substituem o conselho ou consulta do seu médico.

11 outubro, 2011

Uma entrevista minha à SIC, no Jornal da Noite, sobre a Osteopatia e o processo de regulamentação em Portugal.


video