19 dezembro, 2011

Projecto de Acreditação Membros APO ( Associação de Profissionais de Osteopatia)

Apresentação do Projecto

Introdução:

Em Portugal foi aprovada pelos actuais Partidos do Governo (PSD e CDS/PP) na Assembleia da República (AR) a Resolução da Regulamentação da Osteopatia nº 64, datada de 28 Julho 2003, e por unanimidade foi aprovada a Lei do Enquadramento Base das Terapêuticas Não Convencionais nº45/2003 de 22 de Agosto. No dia 21 de Outubro de 2011 foi aprovado por unanimidade na AR Projecto de Resolução 22/XII que recomenda ao Governo a regulamentação da Lei n.º 45/2003, de 22 de Agosto, também aprovada por unanimidade na AR., relativa ao enquadramento base das terapêuticas não convencionais.

Enquanto aguardamos a regulamentação com vista a definir os parâmetros específicos de credenciação, formação, certificação dos profissionais e avaliação das equivalências a Associação de Profissionais de Osteopatia (APO) através dos seus membros desenvolveu um projecto intra-associativo de acreditação para novos membros. Este processo de acreditação, deve consubstanciar-se verificando-se nos mais elevados parâmetros de segurança, competência e conhecimento, demonstrando que estes profissionais candidatos à APO sabem dos seus limites individuais e profissionais.
Dentro do mesmo âmbito este acto de acreditação para poder ser-se membro da APO, após aprovação individual do candidato, será certamente mais um ponto de partida e de desenvolvimento individual, possivelmente abrirá uma forma de enriquecimento do conhecimento, de reflexão e de preparação para com a regulamentação Estatal que se avizinha, pese embora, não seja garante para qualquer outra situação, excepto, no que concerne o poder ser-se membro de pleno direito da APO.

Igualmente, pelo sentido e pelo estado actual ‘das coisas’, temos a certeza que um rigoroso e imparcial processo será oficialmente liderado pelo actual Ministério da Saúde, tal só honrará a Nação tanto a nível interno como Internacional.

Visão do Projecto para membro de pleno direito da APO

·         Unir e elevar os padrões de conhecimento dos Osteopatas em Portugal.
·         Uniformizar os níveis de competência clínica dos Osteopatas usando os padrões utilizados no Reino Unido.
·         Revolucionar a qualidade da Osteopatia em Portugal.

Objectivos do Projecto

·         Preparar activamente os Osteopatas/Candidatos à APO que pretendam elevar os seus padrões de conhecimento e prática clínica, seguindo os modelos de prática Osteopática em Países onde Osteopatia está regulamentada.
·         O projecto engloba mentorização e apoio aos Osteopatas candidatos num processo de desenvolvimento profissional contínuo, uniformizando os níveis de competência com vista á preparação para a futura regulamentação.
·         Após a conclusão deste projecto com aprovação o Osteopata é aceite como membro de pleno direito na APO.
·         Contribuir activamente para o processo de regulamentação que defenda o maior interesse da Osteopatia em Portugal.
·         Apoiar os Osteopatas interessados no processo de registo no General Osteopathic Council no Reino Unido.

Etapas do Projecto

1.   Sessão de esclarecimento e apresentação do projecto, que engloba perfil, portfolio e             secção prática
2.   Candidatura através da apresentação do Perfil profissional.
3.     Secções de Desenvolvimento Profissional Continuo com vista à preparação do Portefólio   e Secção Prática
4.     Entrega do Portefólio
5.     Secção Prática
6.      Diagnóstico individualizado a cada Candidato

Para mais informação:
                               aposteopatia@gmail.com

Atentamente

Direcção da APO

Sem comentários:

Enviar um comentário