15 abril, 2015

O fumo sem fogo e a (des)ilusão da regulamentação



Não querendo agoirar, mas a regulamentação das TNC (afinal) não vai ser para breve. Espero que me engane. Que os meus neurónios estejam hiperactivos e que juntar os pontos seja, para mim, um mero exercício de ocupar os tempos livres. Porque partilho isto? Porque devemos estar atentos e lutar pelos nossos direitos, mais cedo do que tarde!
Da regulamentação:
-Faltam 2 portarias do ciclo de estudos (ministério educação)...tá quase! Pensando melhor...ainda estamos nesta fase? O ''quase'' vão ser anos. Estamos em vésperas de eleições e portanto Julho, Agosto, Setembro são para esquecer. Significa que temos 2 meses de governo ''activo''. Há algum ministro e ministério que tenha sido mais contestado que o Nuno Crato e o pelouro da Educação? Quererá o executivo comprar uma guerra com 10.000 profissionais (se a regulamentação não agradar à maioria) em vésperas de eleições? Claro que não! Quererá o PS, caso ganhe, iniciar a legislatura com uma possível batalha com os TNC? Claro que não! Concluo que, ou vamos ter uma regulamentação implacável em Outubro (PSD-CDS) ou mais alguns anos sem regulamentação. Há quem diga que uma má regulamentação é melhor que nenhuma...eu digo que é melhor o caminho da auto-regulamentação, como aconteceu no Reino Unido, do que uma regulamentação cega.
''Cega porquê? Temos a melhor regulamentação do mundo'' Dizem...
Bom, as portarias deixam muito para adivinhar. Há 2 anos que digo isto e os meus receios têm-se confirmado com a proposta dos cursos passarem para os politécnicos e serem de 3 anos (à excepção da medicina chinesa). A tão falada autonomia significa que vão haver 2 tipos de profissionais: Os técnicos de determinada TNC e os médicos especialistas numa TNC. Assim, completa-se o círculo e justifica-se tudo nas portarias- a autonomia, o iva, ''os pontos extra''. Vejamos: o sistema de saúde baseia-se no Médico- Terapeuta. Fisiatra- fisioterapeuta, médico radiologista- técnico de radiologia, oftalmologista- optmometrista, farmacêutico- técnico de farmácia. Porque é que este sistema é cego se aplicado às TNC? Porque não só os técnicos estão a desaparecer, como é impensável ou até esquizofrénico,
pensar que o que aplica a terapêutica não é o mesmo que diagnostica e altera o tratamento consoante a evolução do paciente.
Resumindo: Temos de pensar se o modelo convencional médico é a favor ou não das raízes profissionais que defendemos e como podemos ir na maré do progresso sem nos afogarmos. De preferência, mais cedo do que tarde!

09 abril, 2015

Osteoform- Um novo projecto de há muito tempo...

Tenho um novo projecto. Espero que contribua para a elevação da Osteopatia, para a sustentação do Osteopata de 1ª linha, para aprofundar o que se conhece e enriquecer com o que ainda não se sabe. Osteoform surge pelo desejo de mais formação específica, em contacto com o progresso científico sem nunca perder a raiz Osteopática. Nasceu da Osteopatia e serve os Osteopatas.

Divulguem!

http://osteoform.pt